Muitas vezes os problemas nos relacionamentos se devem à falta de conexão entre as pessoas, seja para fins de procriação ou para manter uma vida sexual estável. Isso pode ser devido a problemas de fertilidade e disfunção erétil. Aqui estão algumas causas e meios comuns para resolver isso naturalmente.

Se você tentar uma ou várias das recomendações apresentadas aqui sem obter resultados, não descarte o suporte médico para melhorar sua condição.

Disfunção erétil e infertilidade

É conhecida como disfunção erétil pela incapacidade do homem de ter uma ereção ou de manter durante a relação sexual por um tempo satisfatório. É erroneamente atribuído a um problema de idade, quando na verdade é o resultado de um problema psicológico, circulatório ou muscular.

Doenças como diabetes, alcoolismo, esclerose múltipla, psoríase e problemas vasculares são estimadas como sendo a causa de 70% dos casos de problemas de ereção. Não causam infertilidade, mas dificultam a concepção de uma criança pelo método tradicional.

Fatores que interferem no poder sexual e capacidade

Uma dieta ruim é uma razão importante para ter um mau desempenho sexual. É importante evitar o excesso de peso (que afeta diretamente o sistema circulatório) e consumir quantidades suficientes de vitamina C, selênio, zinco e ácido fólico.

Para tratar a disfunção erétil e infertilidade, é útil consumir aveia, chocolate, ginseng, gengibre, brotos e cevada.

O exercício também é importante. A atividade sexual requer um bom desempenho físico e um bom estado dos músculos. O exercício diário é necessário para o desempenho sexual. A má postura e falta de exercício podem ser fatores que causam a impotência.

Por outro lado, as pessoas que usam a bicicleta como método de exercício podem receber lesões que dificultam a ereção. Devido ao impacto e vibração a que o períneo está exposto, podem ocorrer danos aos vasos sanguíneos e nervos da região genital.

Possíveis causas da infertilidade

Uma das principais causas de infertilidade masculina é a baixa produção de sêmen e / ou espermatozoide. Isso pode ser causado por:

Colesterol: Embora o colesterol tenha um papel fundamental na produção de testosterona, é importante cuidar da qualidade e quantidade do mesmo no corpo. Para evitar ter que recorrer a medicamentos que reduzam os níveis de colesterol, você deve reduzir a ingestão de alimentos de origem animal e aumentar sua ingestão natural de vitamina C.

Problemas renais: As glândulas suprarrenais, localizadas acima dos rins, são responsáveis ​​pela produção de alguns hormônios sexuais, de modo que uma falha nos rins pode interferir na saúde sexual.

Consumo de leite: Existem várias razões para evitar o consumo de produtos lácteos, um dos quais é o seu efeito sobre a próstata.

Exposição a altas temperaturas. Os testículos estão fora do corpo porque a temperatura do corpo é suficiente para matar o esperma. Se você estiver em um ambiente de trabalho com a temperatura alta, perto de fogões ou outras fontes de calor, ou se você costuma ir a saunas e vapor, isso vai reduzir a contagem de esperma e, eventualmente, pode se tornar a infertilidade.

Consumo de substâncias ilegais: Em particular, a cocaína e a maconha podem reduzir substancialmente a produção de espermatozoides.

Cigarro: O tabaco causa acidez no sangue, encolhe o hipotálamo, reduz o desejo sexual e causa alterações na estrutura do fluido seminal.

Exposição a toxinas ambientais: O mercúrio, cádmio e arsênico, presente em alguns alimentos, em cosméticos e em alguns ambientes de trabalho, pode inibir a produção de esperma. Eles também afetam substâncias presentes em pesticidas químicos e alguns plásticos, radiação e lugares ou substâncias que contêm muitos radicais livres.

Remédios herbáceos para disfunção erétil e infertilidade

Algumas ervas que podem ajudar com problemas de ereção, para combater a impotência e aumentar a produção de sêmen.

Epimedium grandiflorum: Planta de origem oriental que aumenta a produção de testosterona.

Tribulus terristis: Ajuda a gerar maior tônus ​​muscular e tem possíveis efeitos afrodisíacos.

Eleutherococcus senticosis (ginseng siberiano): Promove o fluxo sanguíneo e melhores habilidades motoras. Ele irriga o cérebro, o que ajuda a controlar problemas psicossomáticos que podem levar à impotência.

Glycorrhy zablabra (alcaçuz): Também ajuda o trabalho das glândulas suprarrenais e produção hormonal.

Gingko biloba: Aumenta o fluxo sanguíneo na região genital. É um vasodilatador importante. Também ativa o sistema nervoso para que o ato sexual seja mais prazeroso.

Tratamento com acupuntura: Os pontos ou tubos da acupuntura relacionados à impotência podem ser manipulados com pressão manual.

Disfunção erétil e infertilidade: soluções naturais
4.5 (90%) 2 votos