A aspirina, o remédio que quase todo mundo tem em casa, tem provado ser um remédio no qual se encontra cada vez mais propriedades. Não só é usado para dores de cabeça, também é dito para reduzir o risco de ataques cardíacos e agora, esse estudo parece trazer uma nova surpresa.

Segundo essa pesquisa o ácido acetilsalicílico pode ser usado para tratar a problemas de origem vascular. Para o ensaio, 184 pacientes com 48 anos foram divididos em dois grupos.

Cientistas da Universidade Medipol descobriram que tomar uma aspirina diária por seis semanas pode tratar a disfunção erétil quase tão bem quanto o Viagra.

Um estudo publicado na revista médica Renal & Urology News e realizado na Medipol University – localizada em Istambul, na Turquia – revelou que um tratamento à base de aspirina pode ser uma nova cura para os problemas de ereção.

Disfunção erétil qual o melhor tratamento: Aspirina eficácia igual Viagra

O estudo foi feito pelos pesquisadores Zeki Bayraktar e Selami Albayrak, que destacaram que o tratamento é particularmente eficaz em homens com alto volume de plaquetas.

No estudo, foi feito um tratamento com 100 mg de aspirina por dia durante seis semanas que resultou em melhorias significativas em pacientes com disfunção eréctil, em comparação com um grupo de controle que receberam um placebo.

Os pesquisadores explicaram que as plaquetas do sangue são mais ativas quando grandes e também produzem mais tromboxano, um potente vasoconstritor que torna a ereção possível. Para o estudo, foi considerado um grupo de 184 homens com idade média de 48 anos; 120 receberam tratamento com aspirina e o restante, um placebo.

No final do estudo, uma média de 82% das pessoas que tomaram aspirina poderia ter uma ereção firme e mantê-la por tempo suficiente para a relação. Segundo as estatísticas, este percentual é semelhante à eficácia do sildenafil – uma substância ativa do Viagra ou Cialis, porém este remédio tem a condição de que esta medicação começa a agir aproximadamente 30 minutos depois de ingerida. Os pesquisadores concluíram que a aspirina pode ser uma opção segura e eficaz para pacientes com problemas de ereção com alto volume plaquetário e que não têm doenças cardiovasculares ou condições como diabetes e pressão alta.

Enquanto para uma parte foi dada 100 mg de aspirina, os outros receberam placebos. O resultado: disfunção erétil qual o melhor tratamento? O desempenho sexual de pacientes com disfunção erétil que consumiram aspirina aumentou de 31% para 78%. Muito semelhante aos resultados do Viagra, que excedem 80%.

Zeki Bayraktar e Selami Albayrik, pesquisadores da Universidade Medipol, em Istambul, concluíram que a terapia está associada a uma melhora na impotência vasculogênica. No entanto, os urologistas colocaram os pés no chão.

O Dr. Darshan P. Patel, da Escola de Medicina da Universidade de Utah (EUA), alertou para tomar estes resultados com cautela, uma vez que não incluiu pacientes com diabetes, hipertensão e doença arterial coronariana.

Pode tomar Viagra e aspirina?

Existem alguns equívocos sobre a interação do Viagra com outras drogas usadas com frequência, como a aspirina. Algumas pessoas acreditam erroneamente que o uso do Viagra pode ter um impacto sobre a produtividade da ação da aspirina.

Principalmente, aqueles preocupados que regularmente usam aspirina para prevenir o derrame, mas esse medo há muito tem sido dissipado pelos médicos. Se os medicamentos que você está tomando não forem mencionados nas instruções do Viagra, para que esses medicamentos possam ser bem combinados, eles não interagem e não interferem uns com os outros.

Lembrando que a automedicação pode trazer riscos. Como praticamente todos os medicamentos, a aspirina não é sem o seu lado negativo. Como um membro da família NSAID, é uma remédio que pode irritar o revestimento do estômago e causar sangramento.

Para alguns, tomar aspirina com revestimento entérico pode ser suficiente para mitigar essa ameaça. No entanto, para aqueles com história de sangramento gastrointestinal, a aspirina pode não ser uma escolha acertada. Após a comercialização do Viagra, relatos de eventos de hemorragia foram apresentados em pacientes que fizeram uso de sildenafil, mas não houve relação causal entre o Viagra e os casos de sangramento estabelecidos em estudos clínicos, uma vez que o Viagra não tem efeito sobre o tempo de sangramento, quando usado sozinho ou com aspirina.

Tal como acontece com todos os medicamentos, mesmo aqueles vendidos, verifique com seu médico antes de tomar aspirina em uma base regular.

Disfunção erétil qual o melhor tratamento: Viagra ou Aspirina para impotência vascular?
4.6 (92%) 5 voto[s]