Além do pequeno milagre da pílula azul, há outras soluções e naturais para tratar problemas de ereção. Embora os tratamentos para a disfunção erétil tenham se multiplicado desde a chegada do Viagra e sejam muito eficazes na resolução da desordem erétil, os métodos naturais, mais seguros e que não causam efeitos colaterais adversos dos medicamentos produtos farmacêuticos existem.

Disfunção erétil qual remédio natural melhor

É uma questão de dedicar um tempo para fazer algumas pesquisas e descobrir que o problema existia antes da chegada de produtos químicos que poderiam resolver os problemas de ereção podem corrigir a situação com métodos as pessoas usavam. Disfunção erétil qual remédio natural não tem o melhor, pois cada organismo responde de forma diferente, mas há os mais eficazes.

Naturalmente, os tratamentos de problemas de ereção sem medicações são as bombas de pênis, cirurgia de vasos sanguíneos peniana e implantes penianos. Alguns homens podem optar por essas alternativas, porém, opções mais “naturais” e menos invasivas podem, em muitos casos, ser a solução certa para o homem que não deseja recorrer a uma tecnologia à qual não adere.

Tratar a disfunção erétil de forma natural

A primeira maneira de tratar a disfunção erétil nos homens é a mudança no estilo de vida. À primeira vista, é necessário ter e adotar um estilo de vida saudável que envolva uma dieta saudável (proteína, boa gordura, frutas, verduras, vitaminas, lactose), exercício ou atividade física regular – diariamente, se possível, perda de peso necessário, parar de fumar se tiver esse hábito e reduzir / moderar a ingestão de álcool.

Mudanças nos hábitos de vida ruins por bons hábitos podem fazer toda a diferença quando se fala de problemas de disfunção erétil. Além de serem benéficas nesses níveis, essas mudanças aumentam a estima e a autoconfiança que são essenciais quando se fala em sexualidade.

Além de bons hábitos de vida, os produtos naturais comprovadamente ajudam a disfunção erétil em homens. Alguns produtos naturais disponíveis para homens que querem resolver seus problemas de disfunção erétil sem usar o produto químico.

Panex Ginseng

Ginseng é uma planta perene cultivada em todo o planeta. É uma planta a qual muitas virtudes medicinais têm sido atribuídas desde tempos imemoriais. Além de ser um regulador do sistema nervoso e efetivamente apoiar o corpo durante a doença e a fadiga, o Panex ginseng é afrodisíaco e atua na vitalidade e na libido. Os estudos concluem que o ginseng vermelho sugere evidências de eficácia no tratamento da disfunção erétil.

Rhodiola Rosea

Como o ginseng, a rhodiola rosea é uma planta medicinal usada uma vez pelos vikings para lhes dar força e coragem. Esta planta teria uma ação positiva em vários órgãos do nosso corpo. Seria eficaz para a prevenção de certos tipos de câncer, incluindo câncer de próstata, doenças do fígado e outros. Aumentaria a capacidade de resistência e fadiga. Permitiria uma melhor oxigenação do sangue, o que pode sugerir uma melhor circulação sanguínea essencial para obter uma ereção satisfatória para permitir uma relação sexual.

Arginina

A arginina é um aminoácido que está naturalmente presente no corpo humano e ajuda a produzir óxido nítrico. Esta produção de óxido nítrico tem o efeito de dilatar os vasos sanguíneos (relaxar) e, assim, suportar uma ereção satisfatória. Estudos mostram que homens tomando 5 gramas de arginina diariamente experimentam melhorias significativas em suas ereções e desempenho sexual.

Estes tratamentos naturais são apenas algumas das formas naturais para recuperar sua vitalidade sexual do passado. Resta considerar que estão longe dos efeitos nocivos que as medições farmacêuticas podem trazer.

Este tipo de disfunção sexual pode pesar fortemente no moral de um homem e ter um forte impacto em sua vida íntima e sentimental. No entanto, digamos que problemas de ereção não são raros nem sérios!

A disfunção erétil é frequentemente acompanhada por uma perda do gosto pela atividade sexual, causando um distúrbio do desejo caracterizado por um declínio da libido a longo ou médio prazo.

No caso de sintomas persistentes, no entanto, é aconselhável consultar um sexólogo para tratar fatores psicológicos. A única coisa que não pode ser feita é ser deixa a questão de lado, porque hoje se tem uma forma de tratamento para todos os casos.