Disfunção erétil UOL é um dos temas mais recorrentes na plataformaque mantem vários sites é lá é possível encontrar alguns aspectos curiosos da impotência. A disfunção erétil é a incapacidade de ter ereções ou manter o pênis ereto por tempo suficiente.

Em alguns casos, é experimentado como um efeito colateral aos tratamentos ou pode fazer parte do quadro de sintomas de doenças mais graves.  

A disfunção erétil UOL pode se manifestar em qualquer idade

Foi enraizado que a disfunção erétil é um problema exclusivo dos homens mais velhos. É irrefutável que as possibilidades aumentem ao longo dos anos, no entanto, entre as idades de 20 e 39 anos inúmeros homens confessaram não poder manter ou ter uma ereção na maioria dos seus encontros íntimos. Por outro lado, 20% dos homens entre 40 e 59 anos relataram ter ereções sem problema.

Fazer sexo frequentemente ajuda a prevenir a disfunção erétil

Quão ativa está sua vida sexual? Fazer sexo pelo menos uma vez por semana ajuda a prevenir a problemas de ereção. Um estudo sugere que aqueles que têm pouca atividade sexual de uma a mais semanas sem sexo, dobram o risco de sofrer da condição.

Saúde bucal tem incidência de disfunção erétil

De acordo com um estudo bucal e problemas de ereção têm uma ligação. A Pesquisa mostrou que homens na casa dos trinta e com doenças gengivais crônicas são três vezes mais propensos a sofrer de disfunção erétil. Esse estudo sugere que as doenças periodontais estão associadas a problemas vasculares, um dos gatilhos mais frequentes da disfunção erétil.

Existem sérios problemas de saúde associados à disfunção erétil

As ereções ocorrem quando o sangue flui através do pênis e exerce pressão sobre os corpos cavernosos. Portanto, quando há sinais de disfunção erétil, a primeira suspeita clínica que existe é que isso pode ser devido à doença cardiovascular. A impotência sexual, na realidade, é frequentemente um sintoma precoce de doença cardíaca. Além disso, já se sabe que o diabetes e a obesidadetambém têm implicações para o funcionamento anormal do sistema sexual masculino.

Dependência de cigarro e disfunção erétil

Este é um dos fatores mais conhecidos sobre a disfunção erétil, no entanto, nunca é um desperdício lembrar os efeitos da dependência da nicotina na vida e saúde sexual masculina. Após de deixar de fumar por dois anos, 25% dos ex-fumantes afirmaram ter melhorado suas ereções. Os cigarros danificam os vasos sanguíneos, o que impede o fluxo de sangue para o pênis que promove a ereção.

Viagra não é o único tratamento

Existem muitos outros métodos para tratar a impotência sexual, menos famosos que o Viagra. Um dos tratamentos alternativos é os dispositivos de constrição a vácuo (DCV), também conhecidos como “bombas penianas”. Sua eficácia aumenta até 90% e pode induzir uma ereção por pelo menos 30 minutos. Este dispositivo de forma cilíndrica suga o falo para levar o sangue a este órgão sem ser invasivo.

“Viagras” naturais

Em 2008, especialistas realizaram um estudo interessante sobre a eficácia do ginseng vermelho na disfunção erétil. Descobriu-se que o consumo de 600 a 1000 miligramas, três vezes ao dia, melhorava a condição dos homens sujeitos à investigação. A Rhodiola rósea, em doses de 150 a 200 miligramas por dia, durante três meses, também melhorou acentuadamente a vida sexual dos 35 pacientes sob observação.

“Viagras” naturais em suplementos

A maca peruana é uma planta medicinal por suas diversas propriedades devolver a capacidade erétil de homens. É uma raiz que cresce nas Cordilheiras dos Andes, no Peru.

Você pode encontrar variados suplementos compostos, com essa planta um dos mais famosos é o Bluecaps Turbo. Há relatos de homens que experimentaram esse produto e recuperaram a função erétil como era antes da impotência. Clicando no botão abaixo, você encontra mais informações:

O Bluemaxxxx também é um suplemento natural que tem por principal ação gerar vasodilatação nas artérias do pênis.

Com o fluxo sanguíneo livre o homem pode alcançar ereções rígidas e permanentes. Clique abaixo e saiba mais: