O derrame é um obstáculo para o sexo? A resposta a esta questão é que não deveria ser. É normal que, nas primeiras semanas após o derrame, não haja apetite sexual, mas, se a pessoa era sexualmente ativa antes do derrame, é muito provável que ela volte nesse aspecto da forma que era, geralmente nos primeiros três meses após o evento, mas se não é assim um médico deve ser consultado.

Impotência após AVC

Às vezes há problemas de ereção e é necessário levar em consideração vários fatores que podem levar a impotência após AVC:

– Medicamento, se houver suspeita de que algum medicamento interfira na vida sexual, consulte um médico. Você nunca deve deixar o medicamento por conta própria.

– Alterações de sensibilidade e mobilidade.

– Alterações de linguagem e humor.

– Medo de rejeição ou falta de desejo por parte do parceiro.

– Ansiedade e fadiga, que afetam a confiança, a autoimagem e a autoestima.

Fisicamente o AVC não interfere na potência do homem, no entanto o aparecimento dos problemas de ereção pode acontecer como consequência do impacto psicológico na mente do homem.

Vida sexual depois do AVC

Logicamente, a comunicação com o parceiro é essencial e é o primeiro passo para retomar a intimidade. É importante expressar todos os medos para superá-los. O medo pode levar a evitar encontros íntimos e isso apenas desencadeia mais ansiedade. Em geral, à medida que aumenta a capacidade de cuidar de si e controle de higiene pessoal, aumenta a autoestima e a pessoa se sente melhor e mais atraente para o parceiro.

As sequelas de um derrame cerebral exige comprometimento, tolerância e comunicação em excesso de ambos os companheiros. Além disso, os problemas entre o casal pode reforça o agravamento e fortalecer quadros de depressão. A impotência surgindo o ideal é procurar ajuda profissional com urgência. Para o tratamento o médico poderá indicar vários tratamentos.

A relação sexual aumenta o risco de sofrer um derrame?

A resposta é não, embora seja conveniente consultar o médico em cada caso para verificar como está a saúde da pessoa. Normalmente, a atividade sexual pode retomar assim que a pessoa se sentir preparada, sabendo que isso não aumentará o risco de um novo derrame.

É normal que, durante a relação sexual, as pulsações cardíacas aumentem e a respiração seja acelerada, mas não mais do que durante a atividade diária normal.

Existem recomendações que possam ajudar a retomar a atividade sexual?

Existem alguns fatores que, apesar de óbvios, merecem ser comentados:

Quando se está em uma relação sexual, o homem que sofreu AVC deve começar devagar e fazer isso quando estiver descansado e com tempo suficiente.

É preferível que o parceiro se aproxime do seu lado saudável, para que você possa sentir os estímulos e responder adequadamente.

A paralisia pode dificultar a relação sexual, mas não impede a relação sexual. Tente diferentes posturas e lembre-se: o sexo é muito mais do que o contato de órgãos genitais.

A maioria das alterações sexuais que ocorrem após um acidente vascular cerebral pode ser tratada e os benefícios de uma boa saúde sexual como melhorar o sistema imunológico, reduzir a pressão sanguínea, a dor, o estresse, melhorar a saúde mental etc. são importantes que ele retome a vida sexual com total normalidade.

Tratamento natural

O homem que sofre de impotência masculina pode resolver a questão naturalmente, em muitas vezes. O suplemento Bluecaps Turbo é um produto criado para a saúde do homem.
Ele contém os extratos da planta maca andina, um tubérculo que nasce na Cordilheira dos Andes. A maca no Peru e no mundo é conhecido por acarretar diferentes melhorias na saúde e no homem já se conhece todo o poder de fazer as ereções poderás voltarem. Obtenha mais informações clicando abaixo:

O Bluemaxxxx é um suplemento natural que oferece uma opção de tratamento natural para a impotência masculina. Ingerindo esse suplemento uma vasodilatação é estabelecida no corpo do homem e é isso que é necessário para que ele descubra novamente o prazer de ter ereções com tranquilidade e firmes. Clique abaixo e saiba mais: