Injeções de Alprostadil são usadas ​​para tratar disfunção erétil (impotência, incapacidade de ter uma ereção ou mantê-la) em homens. A injeção de Alprostadil é algumas vezes usada em combinação com outros testes para diagnosticar disfunção erétil. Alprostadil pertence a uma classe de medicamentos chamados vasodilatadores. Funciona relaxando os músculos e vasos sanguíneos do pênis para manter sangue suficiente no pênis e, assim, alcançar uma ereção.

Alprostadil, medicamento para disfunção erétil injetável, não cura a problemas de ereção ou aumenta o desejo sexual. Também não impede a gravidez ou a disseminação de doenças sexualmente transmissíveis, como o vírus da imunodeficiência humana (HIV).

Como devo tomar este medicamento para disfunção erétil injetável?

Alprostadil é na forma de pó misturado com o líquido fornecido no recipiente e injetado no pênis e supositório uretral (inserido na abertura urinária do pênis). O Alprostadil é utilizado, quando necessário, antes da atividade sexual. A ereção pode ocorrer entre 5 e 20 minutos após a injeção e entre 5 e 10 minutos após a aplicação do supositório. A ereção é mantida aproximadamente 30 a 60 minutos. O Alprostadil injetável não deve ser usado mais de três vezes por semana, com um intervalo mínimo de 24 horas entre cada uso. Os supositórios de Alprostadil não devem ser usados ​​mais de duas vezes em um período de 24 horas. Use Alprostadil exatamente como indicado. Não aumente ou diminua sua dose, nem a use com mais frequência do que o prescrito pelo seu médico.

O médico administra a primeira dose do medicamento para disfunção erétil injetável no consultório para determinar a dose certa para você. Depois começa a usar Alprostadil em casa, o médico pode aumentar ou diminuir gradualmente a dose.

Não se deve reutilizar agulhas, seringas, cartuchos, ampolas, supositórios ou aplicadores. Descartar as agulhas e seringas usadas em um recipiente para objetos cortantes é imprescindível.

Que precauções deve se seguir antes de usar?

Antes de usar Alprostadil, informe o seu médico e farmacêutico se você é alérgico ao Alprostadil; outros medicamentos prostaglandina derivados, tais como o misoprostol (Cytotec, em Arthrotec), bimatoprost (Lumigan), latanoprost (Xalatan) e o travoprost (Travatan) ou quaisquer outros medicamentos.

Informe ao médico sobre outros medicamentos prescritos e de venda livre, vitaminas, suplementos nutricionais e produtos à base de plantas que está a tomar ou planeia tomar. Certifique-se de mencionar qualquer um dos seguintes: anticoagulantes (“diluentes de sangue”), como heparina e varfarina (Coumadin); inibidores de apetite; medicamentos para alergias, resfriados, pressão alta ou problemas de sinusite e qualquer outro tratamento para problemas de ereção.

Informe também se alguma vez foi recomendado por um profissional de saúde para evitar atividade sexual por razões médicas e se tem ou já teve problemas de sangue, tais como anemia falciforme (doença dos glóbulos vermelhos), leucemia, as células brancas, o mieloma múltiplo (cancro de células de plasma), trombocitemia (condição em que muitas plaquetas são produzidas), ou policitemia (doença caracteriza-se por uma produção excessiva de células vermelhas do sangue); distúrbios que afetam a forma do pênis (angulação, fibrose cavernosa ou doença de Peyronie); implante peniano (dispositivo implantado cirurgicamente no interior do pênis para tratar a disfunção eréctil) ou insuficiência cardíaca. Se você ou algum membro da sua família alguma vez teve coágulos nas suas pernas ou pulmões e se teve recentemente uma cirurgia importante. O seu médico pode indicá-lo para não usar Alprostadil.

Se tiver ou alguma vez teve uma doença hemorrágica; uma história de desmaio ou doença dos rins, fígado ou pulmões, também tem que falar assim como sua parceira está grávida ou planeja engravidar.

O Alprostadil pode causar tonturas, vertigens e desmaios. Evite dirigir ou operar máquinas após o uso de Alprostadil até saber como este medicamento afeta você.  Pergunte ao médico se você pode consumir bebidas alcoólicas durante o tratamento com Alprostadil. O álcool pode diminuir a eficácia deste medicamento.

Observe que pode haver algum sangramento no local onde a medicação foi aplicada. Isso pode aumentar o risco de transmissão de doenças transmitidas pelo sangue (doenças que se espalham pelo contato com sangue contaminado), como HIV, hepatite B e hepatite C, entre você e seu parceiro.

Alguns efeitos colaterais podem ser sérios. Se sentir algum destes sintomas, contate imediatamente o seu médico:

Ereção que dura mais de 4 horas

Vermelhidão, inchaço, sensibilidade ou curvatura anormal do pênis ereto.

Nódulos ou áreas endurecidas no pênis

Ritmo cardíaco acelerado

Inflamação das veias das pernas