Procurando ajuda para disfunção erétil Porto Alegre? Sei como!

Perceber que estou sofrendo com problemas de ereção foi praticamente o fim do mundo para mim, mesmo muitos dos meus amigos mais íntimos me dizendo que isso era relativamente fácil de resolver porque, na maioria das vezes, o problema estava na minha cabeça, e não no meu corpo.

Mesmo assim, eu saí feito louco atrás de alternativas que me ajudassem a colocar um ponto final nessa impotência. Afinal, ninguém quer conviver com o fato de que não é capaz de satisfazer um parceiro na cama, não é mesmo?

Indicado por um amigo, eu saí em busca de um lugar que pudesse me ajudar a entender a disfunção erétil Porto Alegre, e encontrei um local que me mostrou que, antes de procurar ajuda para esses problemas, eu preciso entender o que pode estar relacionado a ele, o que é, de fato, um problema de ereção, ou se eu simplesmente não estou cansado ou me sentindo inseguro com alguém.

Esse local me ajudou também a entender que, falhar na hora H e não conseguir uma boa ereção pode ser constrangedor, mas não significa que vou broxar para o resto da vida. Muito pelo contrário. Eles me mostraram que todo mundo falha, independente da idade.

Mas, no meu caso, foi realmente necessário buscar ajuda. Porque o problema começou a aparecer com muita frequência. Digamos que, em um mês, em mais ou menos quatro tentativas eu fracassei.

Sim, eu estava dentro da estatística. Era hora de vencer a vergonha e buscar ajuda médica especializada.

Procurando ajuda para disfunção erétil Porto Alegre? Sei como!

Onde encontrei ajuda para a disfunção erétil Porto Alegre?

Chegando a Porto Alegre, encontrei um excelente especialista que me mostrou que não preciso ter vergonha em me abrir e ter uma conversa franca sobre minha vida sexual.

Aliás, os profissionais que ajudam a tratar a disfunção erétil Porto Alegre são treinados e estão acostumados a lidar com problemas desse tipo, até mesmo os mais graves, e sabem identificar muito bem quanto eles tem origem física ou quando são apenas reflexo de problemas emocionais.

Conversando com meu médico, ele afastou totalmente os medos ou vergonhas que eu tinha, deixando muito claro que nada que eu lhe dissesse o assustaria, afinal ele já estava acostumado a ouvir essas histórias o dia todo, e que ele me via como um paciente, e não como alguém de quem ele faria fofocas assim que eu deixasse o consultório.

Descobrindo as causas do meu problema de ereção

Durante minha estadia neste centro médico para combater meu problema de disfunção erétil em Porto Alegre, o urologista fez uma avaliação completa de meu histórico, para que pudesse investigar o que estava me deixando impotente.

Ele começou avaliando meu amigo fisicamente, para ver se não havia nenhum problema com ele que estivesse interferindo na hora do sexo. Também me fez um questionário completo, perguntando quantas vezes eu faço sexo, com que frequência tenho ereções e como elas são.

Como ele queria entender exatamente o que estava provocando o problema, ele me pediu vários testes clínicos e exames mais específicos do pênis, para garantir que não erraria no diagnóstico.

E, para fechar a consulta, ele me indicou uma avaliação psicológica, porque não identificou nenhuma alteração física em meus testes. Nessa etapa, ele me contou algo interessantíssimo, que preciso compartilhar aqui.

Procurando ajuda para disfunção erétil Porto Alegre? Sei como!

Sabia que a maioria das pessoas, assim como eu, sofre com impotência sexual por causa de seu estilo de vida? Sim, eu não tinha conhecimento disso, e saí do consultório em Porto Alegre com a resposta para os meus problemas e algumas dicas para acabar com meu problema de ereção.

Como procurar ajuda para a disfunção erétil em Porto Alegre devolveuminha qualidade de vida

O urologista que me atendeu me explicou que o meu caso se encaixava na enorme maioria que ele via todos os dias. Ou seja, eu era mais um dos homens que vivia um estilo de vida completamente errado e acabava pagando por isso com uma vida sexual ruim.

Então, para que eu acabasse de vez com o problema, ele me orientou a adotar alguns hábitos muito simples, que vou compartilhar com vocês agora.

Pratico atividade física

O sedentarismo é um dos grandes causadores de problemas de ereção em muitos homens (falaremos dele mais à frente). Por isso, para lidar com essa questão e até mesmo encontrar uma cura para o problema é crucial deixar a preguiça de lado e se exercitar.

Aliás, eu não sabia que muitos problemas de ereção estão ligados a doenças que podem ser controladas com atividade física, como a hipertensão arterial e os problemas de circulação. Por isso, eu criei uma sequência de exercícios e me exercito diariamente.

Adotei uma dieta saudável

O médico me contou que a obesidade é outro dos ditos fatores de risco que favorecem o desenvolvimento de problemas de ereção, até mesmo em homens mais jovens. Por isso, passei a ter uma alimentação mais saudável.

Na hora de fazer minhas refeições, comecei a escolher frutas e verduras à vontade, deixando de lado os doces, as gorduras e também o excesso de álcool.

Aliás, eu descobri uma coisa interessante sobre o álcool. Você sabia que, além de engordar, ele tem um efeito depressor sobre o sistema nervoso central?

Sim! O álcool relaxa. Literalmente. Quando ele relaxa todos os músculos do corpo, o mesmo acontece com o pênis, que mesmo estando muito irrigado não tem “força” para se manter rígido.

Além disso, eu reduzi o tamanho das minhas porções. Passei a comer pouco, de forma saudável, e a cada quatro horas, assim eu mantenho meu metabolismo ativo e não ganho peso.

Deixei o cigarro

Embora todo mundo fale sobre os malefícios do cigarro, nós continuamos a fumar, não é mesmo? Eu principalmente, afinal era um fumante inveterado.

O que eu desconhecia é que o cigarro não faz mal apenas para o seu pulmão ou para o meu coração. Ele faz muito mal também para a minha vida sexual, comprometendo a qualidade das ereções que você terei.

Isso acontece porque os componentes presentes no cigarro, como a nicotina, além de causar dependência emocional e química afetam a capacidade do sangue de circular livremente pelo corpo.

O cigarro é capaz de endurecer os vasos sanguíneos. Quando se tornam extremamente rígidas, elas dificultam a passagem do sangue, que chega com menos força ao meu pênis, fazendo com que eu tenha uma ereção muito curta ou sequer alcance uma.

Por isso, eu parei de fumar imediatamente depois da consulta, e adivinhem, já estou me sentindo incrível!

Procurar ajuda quando se tem um problema de ereção pode ser difícil, mas é muito importante, porque tira o peso do fracasso das suas costas. E em Porto Alegre eu encontrei toda a ajuda que buscava.