Ao contrário da crença popular, problemas de ereção não afetam apenas  idosos. A disfunção erétil aos 20 anos pode ocorrer, mas com causas diferentes e não, se trata de um caso isolado.

O número de jovens que sofrem de impotência aumentou muito nas últimas décadas. Como mostrado por diferentes estudos publicados no Journal of Sexual Medicine, os indivíduos com disfunção erétil com menos de 40 anos de idade já representam um quarto da população. O problema é que a disfunção erétil é mais grave em homens jovens do que em homens mais velhos e por isso, precisa de atenção.

Se o homem tem mais de 40 anos, talvez se pode atribuir a questões do envelheciemento para as causas mais comuns de disfunção erétil. No entanto, a maioria das razões por trás da disfunção eréctil em jovens com menos de 40 anos são mais recentes, são o fruto da sociedade, que promove uma vida insaluble, estressante e principalmente, vícios e desequilíbrios psicogênicos.

Causas e soluções para disfunçăo erétil aos 20 anos

Quais são as principais causas da disfunção erétil aos 20 anos?

No geral, as causas podem ser tanto orgânicas e psicológicas e muitas vezes constituem uma combinação de ambos.

Consumo de drogas, tabaco e álcool

Muitas vezes, O consumo de substâncias psicoativas, é feito por ansiedade para o joven se encaixar e ser aceito. No fim, vira um vício que altera o estado emocional podendo levar a sexualidade ao caminho da amargura.

Esses hábitos tóxicos afetar a capacidade dos vasos sanguíneos. Consequentemente, eles afetaram os níveis de testosterona e a circulação sanguínea e, como você pode imaginar, a ereção requer tanto o desejo sexual como necessita de um bom suprimento de sangue.

No que diz respeito ao tratamento, tanto no caso do álcool como no caso de outras drogas e tabaco, a única solução é ir a um psicólogo ou a um centro de recuperação em busca de programas que combatam esses vícios.

Condições médicas

Embora essas causas sejam mais comuns em homens de idade avançada, se aos 20 anos a pessoa sofrer de obesidade, diabetes ou problemas cardíacos, pode haver danos aos vasos sanguíneos e, consequentemente, dificuldades na corrente sanguínea, afetando a irrigação do pênis e derivar em uma pequena ereção. Consulte o seu médico para fazer a análise necessária em busca dessas doenças.

Fatores psicológicos

É interessante notar que nas últimas décadas o número de adultos jovens com disfunção erétil aos 20 anos, algo típico de homens com mais de 50 anos, tenha aumentado. Junto com essa condição, distúrbios psicológicos também aumentaram como transtornos de ansiedade ou transtornos do humor, depressão, o ritmo de vida, estresse … Portanto, em grande parte dos casos, os problemas de ereção é conseqüência direta desses desequilíbrios psicológicos dos quais muitas vezes o homem não tem consciência.

Disfunção erétil aos 20 anos devido ao estresse

Quais são as principais causas da disfunção erétil aos 20 anos?

é trabalho, filhos, amigos, até mesmo os passatempos, tudo faz a pessoa responder a tudo como se fossem ameaças e gera distúrbios de estresse e ansiedade generalizada.

Nos homens, isso pode se traduzir em disfunção erétil, porque o corpo tem recursos limitados. Se parte do sistema nervoso é ativado para lidar com questões como entregar o relatório ao trabalho no dia seguinte, não esquecendo de levar o cachorro para um passeio e tudo mais, concentrando o sangue não pode lidar com uma ereção, onde o sangue é necessário ser enviado para o pênis e ainda ativar a área do prazer e desejo sexual no cérebro.

Felizmente, o tratamento para a disfunção erétil nesses casos é eficaz. Consiste principalmente em uma intervenção psicológica. com terapias de relaxamento e técnicas de redução de estresse. Se organizar e procurar por atividades que permitam desconectar.

Problemas de casal

Se há algo atrapalhando o bem-estar do casal, algo pode que pode incapacitar um jovem de perceber a outra pessoa como cumplice para o sexo. Torna-se especialmente evidente se você não teve problemas no momento de ter uma ereção em outros relacionamentos, com a mesma pessoas em ocasiões anteriores ou se masturbando. Se a atenção estiver concentrada, consciente ou inconscientemente, em detalhes que interferem no desejo sexual, o individuo não será capaz de desfrutar plenamente da situação e, muitas vezes, nem sequer será capaz de se preparar para isso.

Estas circunstâncias são difíceis de abordar, porque os problemas dos casais são frequentemente complexos e as discussões são atormentadas pelo orgulho e pelo exagero de ambos os lados. O mais aconselhável é que ir o mais rápido possível a um psicólogo especialista em terapia de casal.

Consumo excessivo de pornografia

A masturbação é saudável, no entanto, em uma sociedade onde a oferta de material sexual existe em grande quantidade, nós nos tornamos consumidores diários reais de pornografia, principalmente jovens. Assim, parece, em poucas palavras, que o consumo excessivo de pornografia provoca a perda da libido ou do desejo sexual.

Quando se vê pornografia ou algo excitante, há uma liberação de dopamina no cérebro, um neurotransmissor que permite a excitação sexual. No entanto, quando esse neurotransmissor está sobrecarregado, os estímulos eróticos não geram mais prazer no cérebro.

Assim, o tratamento é simples: controlar os níveis de pornografia vista. Se se tornar um vício, consulte um psicólogo para guiar através do processo.

Orientação sexual equivocada

O sistema nervoso é ativado antes dos estímulos. Se você vir um leão, ele ativa a área que permite sentir ansiedade e medo. Se você ver um bolo, a área associada à fome é acionada. Portanto, se você estiver usando o estímulo errado, é lógico que você não pode se ativar. Seja honesto consigo mesmo e, no caso de um sexo não ser um estímulo certo para você, considere a opção de ser o outro.

Ansiedade por desempenho, ansiedade social e insegurança

Este último ponto pode ocorrer porque o jovem em questão é alguém com problemas de autoestima, com um baixo autoconceito, uma personalidade insegura e / ou com alguma ansiedade social pela qual tem medo de ser avaliado negativamente por outros.

A intervenção exige novamente um psicólogo que permita ao indivíduo ter uma visão realista e clara de uma situação normal e cotidiana, como o ato sexual.

Melhora da disfunção erétil naturalmente

O Bluecaps Turbo é um produto cujo principal componente é uma planta: a maca andina. Esse suplemento pode reforçar o processo de ereção ao aumentar a libido no homem, tornando diversas vezes seu ímpeto sexual mais forte do que a psique.

A maca já é conhecida por sua propriedade estimulante da libido e um “remédio” da natureza para eliminar problemas de ereção. O corpo do homem não só responde satisfatoriamente como demonstra ter melhor rendimento na cama.

O Bluecaps Turbo leva todas as qualidades dessa planta em forma de suplemento. Para entender os efeitos benéficos desse suplemento, acesse a página:

Não existe ereção sem um bom fluxo sanguíneo, o suplemento Bluemaxxxx também natural vem para solucionar este problema. Como vasodilatador esse produto desenvolve a recuperação sexual dando mais força para o pênis sustentar a rigidez quando ereto, além de melhorar a saúde da região.

Esse suplemento promove uma melhoria no corpo e na rotina do homem que recupera a autoestima por satisfazer a pessoa parceira e a si mesmo. Confira mais detalhes: