O senso comum prega que os disfunção erétil aos 20 anos não existe. Esse problema aparece apenas nos mais velhos. Mais exatamente, em homens acima dos 50 anos. Até essa idade, todos os homens estão protegidos do temível flagelo de falhar na hora H.

Por isso, eles simplesmente não sabem o que fazer quando o pior acontece e seu amigo não colabora quando eles mais precisam dele.

Os problemas de ereção em homens jovens, embora raros, podem acontecer. Quando acontecem, eles precisam ser muito bem investigados, para que se separe o que é emocional do que tem origem orgânica.

Por esse motivo, o tratamento dos problemas de ereção aos 20 anos envolve medidas simples, que podem ser resumidas basicamente com a mudança de hábitos de vida.

Conhece alguém que esteja passando por essa situação? Então esse texto é para você. Separamos algumas boas dicas para que você consiga lidar com essa questão e aproveitar sua sexualidade sem problemas, na fase mais pungente de sua vida.

Tenho disfunção erétil aos 20 anos. O que devo fazer?

O que é o problema de ereção?

O problema de ereção é quando um homem não consegue manter seu pênis ereto durante a relação sexual. Embora cause enorme desgaste principalmente entre a parcela masculina, é um evento relativamente comum.

Para que você tenha uma ideia, cerca de 12% dos homens abaixo de 60 anos podem apresentar problemas para ter uma ereção em algum momento de sua vida. Para os maiores de 70 anos esse percentual é mais elevado, de 30%.

Apesar disso, não é necessário ficar neurótico a cada vez que você falhar na cama, achando que há algo de errado com seu corpo. Algumas vezes, simplesmente, não estamos exatamente no clima, o que dificulta bastante que o ato sexual ocorra da maneira como nós ou o parceiro gostaríamos.

Agora, se manter uma ereção se tornar uma questão frequente, é hora de procurar ajuda médica. Por isso, fique atento se o problema acontecer mais de quatro vezes em um único mês.

Tenho disfunção erétil aos 20 anos. O que eu faço?

Nos mais jovens, muitos dos problemas de ereção que aparecem antes dos 20 anos têm origem psicossomática.

Por isso, o combate a eles é muito mais fácil, e pode ser feito com o uso de métodos naturais, que se resumem basicamente à mudanças no estilo de vida destes jovens. Afinal, para eles, não é necessário o uso de afrodisíacos ou remédios. Confira cada um deles.

1. Faça exercícios

Você sabia que homens acima do peso estão mais propensos a ter dificuldades para conseguir uma ereção? Isso porque para eles, quando a circunferência do abdômen é superior a 39 polegadas, há mais chances de que eles tenham altas quantidades de gordura visceral.

A gordura visceral está relacionada a baixos índices de testosterona e, como sabemos, hormônios mais baixos significam libido em queda. Então, que tal praticar corrida ou caminhada? Eles são ótimos exercícios e podem ser feitos em qualquer horário e lugar.

2.Largue o cigarro

Fumar é um verdadeiro veneno para quem quer resolver os problemas com ereções ruins ou inexistentes. Isso porque o cigarro acaba entupindo as veias do pênis, dificultando sua irrigação, mesmo para os mais jovens.

Então, para acabar com os problemas de ereçãoé fundamental largar o cigarro. Quer outro motivo para lhe convencer? Dos ex-fumantes, 25% eles começaram a ter ereções melhores um ano depois de largar o vício, mesmo entre os jovens adultos.

3.Esqueça os problemas

Todos nós levamos uma vida agitada, por isso é muito comum que, depois de sair do escritório, os problemas nos acompanhem e vão parar em nossa cama, impedindo que as relações sexuais mantidas sejam prazerosas.

Então, se você quer colocar um fim na dificuldade de ereção, é hora de relaxar e deixar os problemas do trabalho exatamente aonde eles devem ficar: no escritório. Procure pensar neles apenas durante o expediente.

Quando estiver em casa, com seu parceiro ou parceira, procure se concentrar apenas nesta pessoa, fazendo atividades relaxantes. Você vai ver como a vida no quarto será muito melhor.

 

4.Durma bem

Ter uma boa noite de sono não ajuda apenas a ser mais produtivo no trabalho. O sono é um grande aliado de quem quer uma ereção de qualidade. Isso porque quem dorme menos de cinco horas por dia experimenta uma queda de 10% em seus níveis de testosterona.

Além disso, hormônios importantes que ajudam a dar aquela forcinha para a ereção, como a dopamina e a serotonina (os hormônios da felicidade) são regulados pelo sono. Logo, quanto menos horas por noite você dorme, em menor quantidade no organismo esses hormônios estarão.

Por isso, para não ter problemas na hora H, procure dormir entre 6 e 7 horas todas as noites. Tenha um sono de qualidade, em que realmente consiga descansar, e não fique só virando na cama.

5.Reduza o consumo do álcool

Tomar uma taça de vinho pode te ajudar a relaxar, mas mais do que isso pode acabar com suas ereções. O excesso de álcool acaba minando sua libido, deixando você extremamente cansado e com muito sono.

Então, para não ter problemas com a ereção e aproveitar muito melhor as horas no quarto, reduza o consumo de bebida.

6.Tenha uma alimentação saudável

A alimentação é importante não apenas para que você mantenha a boa forma. Ela é um método natural muito eficaz para quem quer acabar com problemas de ereção surgidos na juventude.

Por isso, ao se alimentar, consuma muitas frutas e verduras e, se quiser, aposte em alimentos com fama de afrodisíacos, como chocolate amargo e nozes.

Até mesmo o bom e velho cafezinho pode ajudar a turbinar seu entusiasmo entre quatro paredes, graças à cafeína.

7.Abandone o uso de substâncias químicas

Ao contrário do que muitos jovens imaginam, usar drogas ilícitas não melhora sua vida sexual. Eles podem piorar, pois mudam o funcionamento de seu corpo, prejudicando a circulação de sangue no corpo inteiro.

Por isso, é importante que os jovens com menos de 20 anos tenham uma vida saudável, sem drogas.