Impotência sexual ou disfunção erétil é a incapacidade de manter uma ereção suficiente para facilitar a relação sexual. A disfunção erétil, como os sexologistas preferem chamar, pode se apresentar como uma incapacidade total de conseguir uma ereção, uma deficiência ocasional ou uma tendência a ter apenas ereções breves.

Os problemas de ereção podem ocorrer em homens de qualquer faixa etária, desde adolescentes até adultos jovens e homens mais velhos.

Além disso, certos homens são impotentes desde o início de um relacionamento sexual, outros perdem a ereção no momento da penetração e outros durante a relação sexual.

Muitos homens impotentes mantêm sua ereção com masturbação. Além disso, como a ereção e a ejaculação são dois processos independentes regulados por diferentes centros nervosos, um homem indefeso pode ejacular sem ter uma ereção.

Causas de “gatilho psicológico”

Várias causas psicológicas e orgânicas são conhecidas, destacando-se o seguinte:

Orgânicos: são geniturinário, congénitas (lesões penianas) urológicas, endócrino (diabetes), neurológica (lesão cerebral, lesão da medula espinal) infecciosa, vasculares (arteriosclerose) ou farmacológico (o abuso de substâncias psicoativas, incluindo álcool e drogas).

Psicológico: devido a fatores emocionais, ansiedade, medo de rejeição, insegurança, infidelidade, etc.

Parece que a ansiedade e os problemas vasculares são as causas mais frequentes da disfunção erétil. Assim, fumar, sofrer de pressão alta, diabetes, algumas doenças cardíacas e níveis elevados de colesterol no sangue podem causar distúrbios vasculares que dificultam a ereção.

Além disso, o envelhecimento é uma das causas inevitáveis ​​dos problemas de ereção. Ao longo dos anos, o interesse e a funcionalidade do órgão sexual diminuem naturalmente devido a inúmeras doenças, mas não desaparecem.

Tratamento impotência masculina psicológica

Atualmente, existe uma grande variedade de tratamento impotência masculina psicológica:

 

A medicina alopática propõe dispositivos de aspiração e, em casos mais graves, implantes penianos e as famosas pílulas.

A medicina alternativa trata a pessoa como um todo e leva em conta aspectos físicos e emocionais e nutrição. A medicina naturopática e as terapias sexológicas modernas podem ser de grande ajuda, como, por exemplo, com técnicas tântricas.

Para o tantra, a energia sexual é poderosa e, no ato sexual, gera-se uma grande quantidade de energia que devemos saber canalizar. Técnicas tântricas propõem o prolongamento da relação sexual e a fase de pré-penetração e não deixa o homem obcecado por atingir o orgasmo.

O “foco sensorial” ou “intercurso indesejado” não precisa de penetração, o objetivo é desfrutar de todos os sentidos, carícias, beijos… Assim, nos encontros sucessivos a ansiedade em torno da penetração é eliminada e como o orgasmo não é o objetivo final, podemos desfrutar plenamente do corpo e da mente.

Remédios naturais, as “Viagras verdes”

Ervas medicinais como a Maca Andina ou a raiz de Rhodiola podem ser muito úteis para ambos os sexos. Os produtos vasodilatadores, que facilitam o fluxo de sangue por todo o corpo, são os principais remédios naturais para a disfunção erétil:

Gingko biloba: poderoso vasodilatador natural, conhecido por sua capacidade de aumentar o fluxo sanguíneo para a área genital, bem como o cérebro, o principal órgão sexual.

Ginseng: uma erva revigorante e adaptogênica que ajuda a liberar óxido nítrico, o que melhora o fluxo sanguíneo e, portanto, ereções. Também é útil para combater a ansiedade e o estresse.

Ioimbina: Esta erva age como um bloqueador adrenérgico nas áreas abdominal e pélvica.

Recentemente, se desenvolveu uma técnica revolucionária, é uma nova forma de terapia de casais, onde a intervenção das mulheres é fundamental.

Supere a impotência

Antes de tratar uma disfunção erétil, você deve consultar o médico para descartar uma doença que pode ser a fonte do problema. Cerca de 95% dos casos podem ser tratados com sucesso.

 

É importante manter hábitos de vida saudáveis, especialmente em relação aos cuidados com o sistema circulatório. Medidas como não fumar, moderar o consumo de álcool e gordura saturada e evitar alimentos que aumentam o colesterol.

Exercícios físicos regulares e técnicas de relaxamento ajudam a combatera ansiedade

Muitos especialistas acreditam que uma das medidas mais eficazes é fazer amor com frequência com um parceiro, procurando exclusivamente por prazer.

É muito importante ter em mente que, o órgão sexual por excelência é o cérebro, é por isso que lutar contra a impotência depende apenas de você.