Conteúdo

A infidelidade é uma das coisas mais difíceis de perdoar, mas pese a relação e veja se vale a pena continuar

A confiança é um dos pilares mais importantes do relacionamento entre um casal – os outros dois são o amor e o sexo. Mas quando a confiança é abalada pela traição de um dos cônjuges, muita gente não vê a possibilidade de recomeçar, porque os outros dois pilares podem até ser abalados e depois reestruturados, mas a confiança parece ser o único que é irreparável quando danificado.

Vamos pensar um pouco no motivo de ser tão difícil reconstruir a confiança. Ao se unir, um casal faz planos para o resto de suas vidas. E isso envolve outras pessoas também, como os filhos. Toda a dinâmica familiar é baseada na confiança: de que os cônjuges vão se respeitar, de que seguirão os planos que traçaram juntos, de que vão conversar sobre decisões que afetam a família e até de que os filhos farão o que eles lhes ensinaram.

Quando uma dessas coisas não caminha conforme o planejado, a confiança pode se quebrar. E a pior situação para isso é a traição. Porque por meio dela um dos cônjuges permite a entrada de uma pessoa completamente estranha à dinâmica que estabeleceram e que que parece funcionar tão bem. E estranhos nunca são bem-vindos, especialmente se estão tentando tirar de nós o que lutamos tanto para construir.

Mas agora que o estrago está feito, o que fazer? Dá para perdoar, esquecer e simplesmente agir como se nada tivesse acontecido? Bem, isso vai exigir muito diálogo, envolvimento total dos cônjuges e comprometimento incondicional. Como resultado, o casal pode até sair mais fortalecido dessa situação tão traumática. Vejam aqui o que fazer quando a traição acontece.

traição como superar

  1. Identifiquem o motivo da traição

O que aconteceu que levou um dos cônjuges a procurar outra pessoa para satisfazer suas necessidades afetivas ou sexuais? O amor entre o casal acabou? Os dois não estão mais olhando na mesma direção? O casal passou a querer coisas diferentes? É claro que alguns desses motivos são menos graves que os outros, mas o primeiro passo para tentar entender o que aconteceu é identificar o que levou à traição.

  1. Pesem tudo o que têm e o que construíram

Se vocês conversarem e entenderem claramente tudo o que estarão perdendo se o relacionamento terminar por causa da traição, isso tornará mais fácil decidir se querem continuar juntos ou se a confiança foi abalada para sempre. Se, por exemplo, o cônjuge que traiu estiver realmente arrependido e compromissado a retomar a confiança do outro, isso é um sinal claro de que deve valer a pena continuar juntos.

  1. O perdão deve ser mútuo

Você foi traída e precisa que o seu marido a perdoe? Sim, é isso mesmo. Assim como a pessoa que foi infiel precisa do seu perdão, porque causou todo o problema enfrentado agora, ela também precisa perdoar você, porque uma crise dessa dimensão nunca é causada por apenas um dos envolvidos na relação. Então, conversem, coloquem na mesa tudo o que fizeram que pode ter levado à traição e se perdoem. De coração e sinceramente. Porque do contrário não será possível retomar a confiança e reconstruir a relação.

  1. Não tomem decisões precipitadas e com a cabeça quente

Instintivamente, a pessoa traída vai querer ficar o mais longe possível da que a traiu. E pode até mesmo começar a pensar em vingança. Mas isso não vai ajudar você, seu cônjuge ou a relação e o núcleo familiar, se houver um. Se for preciso, afastem-se um do outro por um período, para poder pensar com clareza e objetividade. Refletir sobre o que ocorreu pode ser de grande ajuda para se decidir o que fazer em seguida.

confiança abalada traição

  1. Dê vazão aos seus sentimentos

Você certamente estará sentindo raiva, dor, tristeza, ódio, incerteza, ansiedade e depressão, entre outras coisas. Deixe esses sentimentos virem à tona, não os esconda dentro de si. Apenas tome cuidado quando estiver conversando com o cônjuge que cometeu a traição para não dizer coisas das quais se arrependa e que não possam ser perdoadas ou esquecidas.

  1. Se for preciso, procurem uma terapia de casal

Às vezes pode ser difícil abrir o diálogo e colocar na mesa tudo o que precisa ser discutido e esclarecido depois da traição. Nesses casos, um terapeuta de casal pode ser de um valor imensurável. Ele ajudará vocês a guiarem o processo de entendimento, perdão e comprometimento para recomeçar, em um momento em que vocês estarão completamente perdidos.

  1. Fiquem cientes de que as coisas jamais serão as mesmas

A traição muda tudo. Mesmo que o perdão seja sincero e incondicional. Mas uma coisa é de extrema importância: se depois de conversar sobre o que aconteceu vocês decidirem dar sequência à relação, nunca mais pensem ou mencionem o que ocorreu. Só porque seu marido está atrasado depois do trabalho ou sua mulher não quer fazer sexo naquele dia, isso não significa que eles estejam traindo de novo. Não se torne uma pessoa neurótica.

  1. Não mudem seus planos depois da traição e do perdão

Como já foi dito, existe uma dinâmica familiar que foi criada com base em muito trabalho e muito planejamento por parte do casal. Se depois da traição vocês decidirem permanecer juntos, continuem com os planos que tinham feito anteriormente. A pior coisa que pode acontecer é replanejar tudo por causa da traição, porque isso só vai lembrar os dois constantemente do que aconteceu. E a relação não resistirá a isso.

  1. Reflitam sobre o que podem fazer para blindar o seu casamento no futuro

Se a traição foi provocada apenas por desejo sexual, por exemplo, tentem apimentar a sua relação para que nenhum dos dois precise ir buscar fora de casa o que não estão encontrando lá. Se a infidelidade ocorreu por causa de pressões de pessoas hierarquicamente superiores no escritório, talvez uma boa ideia seja mudar de emprego ou denunciar a pessoa. Façam tudo o que puderem para que a traição não volte a acontecer.

Veja Também →  Quem trai mais – homem ou mulher?

  1. Se a infidelidade ocorrer de novo, é hora de dizer adeus

Se o seu cônjuge te traiu por qualquer motivo e vocês passaram pelo longo e doloroso processo de reflexão e perdão, e de repente ele volta a cometer o mesmo erro, não existe futuro para esse relacionamento. Nesses casos, o melhor a fazer – para todo mundo – é seguir caminhos diferentes. Se o arrependimento não for genuíno, você corre o risco de passar pela mesma situação repetidas vezes. E isso não vale a pena todo o desgaste.

A traição pode abalar um relacionamento para sempre, mas o casal tem de pesar os prós e os contras de ficar juntos e decidir se a confiança abalada pode ser restabelecida ou se não existe mais base para manter a família unida.

Como perdoar uma traição e continuar o relacionamento
5 (100%) 3 voto[s]